12 Horas de Sono

Posts Tagged ‘Música

Eu sou de 1985. Não pude apreciar a década em que nasci como gostaria, mas a que veio em seguida não me decepcionou. Foi quando conheci o cenário do heavy metal, através de um primo. Minha primeira banda? Iron Maiden. Podia começar melhor? Acho que não. Ouvi pela primeira vez a música Fear of the Dark. A partir daí não teve jeito, o heavy metal passou a fazer parte da minha vida de uma foma abrangente. Meus primeiros álbuns comprados foram fear of the Dark, porque eu queria essa música disponível em casa de qualquer jeito, e Powerslave, porque no dia achei a capa bonita. Eu não fazia ideia de como o resto das músicas eram, mas parti do princípio que seguiria o padrão. Não foi bem assim que a coisa aconteceu, mas chegou perto. O Iron Maiden me mostrou que se pode fazer um belo som, pesado, pegado, com lindos solos, de forma diferente, mas não perdendo a raíz em que estão fortemente presos. Assim teve início a minha jornada.

Isso foi por volta de 1996, quando eu tinha 11 anos. Escutei Iron Maiden sem parar por um ou dois anos. Com o tempo adquiri mais álbuns e hoje tenho quase a discografia completa. Não gosto de coletâneas e singles – na maioria das vezes – por isso não incluam eles nessa lista. Com o tempo foram chegando novas bandas. O que definiu minha fissura pelo heavy metal de uma vez por todas foi conhecer Helloween, através de um amigo. A coisa não parou mais. Rhapsody, Blind Guardian, Angra, Edguy, Gamma Ray, Grave Digger, Saxon, Symphony X, etc. Mais perto de hoje, conheci Sonata Arctica, Kamelot e Vision Divine, ótimas confirmações de que o heavy metal não morreu. No fim, em pleno ano de 2010, quando eu achava que o heavy metal poderia estar definhando, me deparo com uma banda incrivelmente sensacional, novamente pela indicação do mesmo amigo. A banda chama-se Alestorm. Sim, o nome é péssimo, mas como me disseram uma vez: “não julgue o livro pela capa” – coisa que eu já fiz inúmeras vezes, inclusive quando comprei o Powerslave do Maiden. Não mais.

Ao ouvir o álbum intitulado Black Sails at Midnight com atenção, pude me sentir bem. O gênero é, como a própria banda diz, um true scottish pirate metal, traduzido para verdadeiro metal pirata escocês. Sem muitos detalhes fica como pirate metal, ou metal pirata. A banda, como pode-se perceber, é escocesa. E o estilo é uma pegada de folk metal com power metal. Para quem é alucinado, como eu, em histórias de piratas e em heavy metal deve ouvir essa banda. A primeira vista pode parecer uma banda de baixo escalão, mas isso é porque você não foi a fundo. Não consegue entender a letra só de ouvido? Procure a letra ou leia no encarte. Puríssimas histórias de pirata estão imortalizadas por essa banda de uma forma primorosa. Ainda pode melhorar, mas a banda é recente, se formou em 2004 e tem apenas dois álbuns até agora. O primeiro chama-se Captain Morgan’s Revenge, que ainda não ouvi, por isso não irei dar opinião, mas arrisco dizer que deve ser bom, no mínimo. O normal é a banda piorar com o tempo, o que definitivamente não deveria ser regra, mas é. É impressionante como ficamos apreensivos quando recebemos a notícia de lançamento de um novo álbum das bandas que amamos. Dependendo de algumas, dá até medo.

Se você leu isso e está na dúvida, confie em mim. Se você leu isso e está louco para ouvir, o que ainda está fazendo aqui? VAI OUVIR LOGO!

Integrantes da banda:

. Christopher Bowes – teclado e voz

. Dani Evans – guitarra

. Gareth Murdock – baixo

. Ian Wilson – bateria

Eu sabia que esse dia ia chegar. O dia em que iria existir uma postagem mais pessoal que informativa. Estava eu com meu violão, tocando uma coisa aqui, outra ali e deu vontade de ouvir Jason Mraz. Ainda não tinha tentado tirar a música I’m Yours mais a fundo e resolvi fazê-lo. Mas o som é tão bonito, tão pacífico e zen que tive a idéia de compartilhar com vocês que lêem o blog.

É um raggaezinho calmo e gostoso de escutar – tocar então, nem se fala. Fiquem ao  som de Jason Mraz ao vivo tocando I’m Yours.

 

Assim como existe o black metal, também existe o white metal. Se trata nada mais nada menos que uma música com estilos puxados do heavy metal, com solos de guitarra e vozes agudas com letras católicas e/ou evangélicas. Mas o que eu não sabia é que essa coisa de estilos musicais estavam crescendo entre os essa galera, no caso, católicos. Vocês já ouviram falar em Axé Católico? Não? Então dêem uma conferida no vídeo aí de baixo. Comparações com Daniela Mercury é apenas mera coincidência.

Pó pará, hein?

Só posso começar esse post com um grande PUTA QUE PARIU! O cd que mais demorou a ser lançado na história da música chegou com força total. Eu nunca esperava que fosse sair algo bom, mas a espera valeu a pena. Chinese Democracy do Guns N’ Roses está muito bom.

Vamos começar falando da arte do álbum. A capa ficou bonita. Nada estravagante com desenhos loucos, e sim uma simples foto em sépia  de uma bicicleta com o cesto no estilão chinês em uma rua bem largada. No muro uma pixação com o nome da banda escrita e ao lado, fora da imagem da foto, o nome do álbum, da banda e o novo logo para combinar com o título do cd logo embaixo.

O encarte também ficou bonito. Tirando o visual do Axl que está mais para um narcotraficante colombiano, o resto ficou legal e bem trabalhado. A imagem que inícia o post é uma das artes do encarte.

Agora falando de música. Para quem espera algo Guns N’ Roses pode tirar o cavalinho da chuva. Claro que a banda não perdeu a essência, mas modificou bastante sua música passando por uma reformulação e bons efeitos. O arranjo também está lindo de se ouvir.

 

As faixas que compõem o álbum são essas

01 – Chinese Democracy

02 – Shackler’s Revenge

03 – Better

04 – Street Of Dreams

05 – If The World

06 – There Was A Time

07 – Catcher In The Rye

08 – Scraped

09 – Riad N’ The Bedouins

10 – Sorry

11 – I.R.S.

12 – Madagascar

13 – This I Love

14 – Prostitute

As melhores faixas na minha opinião são: Shackler’s Revenge, Street Of Dreams, There Was A Time, This I Love.

 

Fiquem com a capa do álbum

Tags:

Clipe do dia

Posted on: 21/11/2008

Aqui estava eu ouvindo uma rádio online e começou a tocar uma música que há muito tempo eu não ouvia. Perfect Gentleman do Helloween.

Para quem não sabe eu sou um bom apreciador de Heavy, Power, Speedy e Melodic metal. Atualmente tenho estado mais calmo e ouvido bandas como Los Hermanos e Coldplay. No entanto, não adianta. Quem cresceu ouvindo Iron Maiden, Black Sabbath, Metallica, Helloween, entre outras bandas do gênero não consegue dizer não a um bom som que compartilhe o estilo. Ainda mais se for de uma banda que faça um som inpecável, seja nova ou das antigas.

Algumas bandas mais recentes tem aparecido e feito bonito no cenário musical de Heavy Metal. Entenda recente como bandas do início de 2000 até agora. Posso incluir algumas dessas boas bandas da nova safra do metal como Sonata Arctica, Edguy e Twilightning.

Por conta disso resolvi criar essa postagem. E aqui vos deixo com o clipe e a letra de uma das melhores músicas do Helloween desde que o Andi Deris, vocalista, entrou na banda.

There’s no doubt about it
I’m one of a kind baby
I am a D’artangan de coeur 
As you may see candy

And I’m talking with my eyes
and I walk in different styles

I’m a genuine man
Yes I am, I am a perfect gentleman
Yes I am, I am a perfect gentleman

Kneel down inhale my odor
Come kiss my hand angel
dare to explode my higher ground
think to deserve me 
Ma chérie

And my winds surpass perfum
I’m a charismatic and fool boom
I’m a genuine man

Yes I am, I am a perfect gentleman
Yes I am, I am a perfect gentleman

Yes I am, Yes I am (perfect)

Oh Lord what can I do? 
I can’t resist my own reflecions
How would it be possible with anyone (pefect)
‘cause I am (perfect)
Yes I am (perfect)
Yes I am (perfect)
Oh I am (perfect)
Oh lord I am (perfect)

Yes I am, I am a perfect gentleman
Yes I am, I am a perfect gentleman
Yes I am, I am a perfect gentleman
Yes I am, I am a perfect gentleman


Antiguidade

Ih, é hoje!

maio 2017
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Comentários

[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Em quem votar?
Malu em Em quem votar?
[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Diablo III

RSS Twitter/guxta

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Status do Blog

  • 35,132 hits