12 Horas de Sono

O cinema no mundo, mas principalmente no Brasil

Posted on: 17/12/2008

Andei fazendo uma pesquisa sobre a situação do cinema no mundo, e principalmente no Brasil. A produção nacional vem cresendo. A cada ano que passa mais longas são feitos e lançados, levando em conta que já não é novidade encontrar uma produção brasileira entre os indicados de melhor filme estrangeiro no Oscar. A questão é: e o público? Vem seguindo esse crescimento? A resposta é não. Quase nada.

Seja para assistir produções nacionais – o que é um número bem menor –  ou para assistir produções norte-americanas, ficamos bem à baixo nas tabelas gerais de pesquisas realizadas na indústria. São poucas salas, comparadas a outros países, que se juntam ao pouco investimento e preço alto de ingresso. Ora bolas, não é todo mundo que ganha bem no Brasil, aliás, uma parcela bem pequena está disposta a pagar R$16,00 – isso quando não é uma família ou um casal – para assistir a um filme. Além do mais, nem todo mundo, assim como não podem gastar o valor do ingresso, pode se despencar de locais suburbanos para ir até uma região de classe média ou alta, onde se encontram os cinemas em sua maioria. Resumindo: uma pessoa que ganha um salário mínimo e que mora numa comunidade afastada, não vai ter condições de sair de casa, pegar um ou dois ônibus para ir ao shopping, pois é neles que estão as melhores salas e com uma variedade melhor de filmes, pagar um ingresso e depois, mais uma vez, pegar a mesma quantidade de ônibus para chegar em casa. Isso sem contar com o lanche, que não é algo indispensável, mas faz parte de um dia de lazer completo.

Contando com isso tudo, essa pessoa mal pode consumir essa cultura uma vez por mês. Realmente fica difícil querer gerar algo forte e concreto com tanta inviabilidade assim. Quer entender melhor? Dê uma olhada nessas tabelas à baixo.

 

Essas tabelas se baseiam em pesquisas feitas no ano de 2006
O indice de crescimento é de + ou – 3% ao ano

 

Os EUA ficam em 2º lugar em quantidade de salas pelo país, com 39.668. O Brasil aparece em 12º, com o total de 2.045 salas. No Brasil houve a abertura de nova salas desde 2006, tendo talvez um aumento de mais que 3% apenas. Ainda assim, as localidades das salas são de díficil acesso para áreas mais afastadas dos grandes centros e muitas cidades ainda não possuem uma sala sequer. Estima-se que apenas 12 ou 15% do país possui salas de cinema.

Em primeiro lugar aparece a Índia, pois é o maior produtor de filmes no mundo inteiro. É também o país que mais assiste seu próprio produto. Todos os filmes estrangeiros que chegam na Índia são dublados. Esse é um exemplo grande do quanto a econônima do país pode movimentar sabendo usar bem essa “arma” cultural.

Em segundo lugar está os EUA, com 1.449 bilhões de espectadores. E em 14º está o Brasil, com menos de 100 milhões de espectadores, apenas 90,3 milhões.

A renda do Brasil na exbição de filmes ficou com R$324,7 milhões, posicionado no 15º lugar, caindo de joelhos para paídes como México e Índia. Os EUA arrecada cerca de US$8/9 bilhões anualmente, permanecendo como sempre na 1º posição.

Como já mencionado anteriormente, o preço do ingresso no Brasil é alto demais. Claro que na tabela devemos levar em conta o valor da moeda americana, já que está medido em dólar. O Brasil fica em 42º lugar com o valor de US$3,54. Lembrando que o dólar chegava aos R$3,00 nessa época. Em outros países, como Inglaterra, mesmo o valor sendo indicado como alto, devemos lembrar que a moeda local é mais valorizada e se ganha dela.

Nos EUA o valor do ingresso em 2006 era de U$6,55. Hoje o valor é ajustado para US$7,08 e continuará esse mesmo valor em 2009, segundo o site Box Office Mojo (ver ticket price adjuster).

Na divisão total de públido pela população do país, encontramos o Brasil em 52º lugare, com 0,5. Já os EUA fica na 2º posição, com 4,8.

Segue à baixo uma tabela do ranking de filmes nacionais em 2008

Com essa última tabela podemos ver que ainda resta esperança. Temos a capacidade de realizar bons filmes. Simples, é verdade, porém bons. Não temos o incentivo e nem a renda necessária para fazer uma grande produção, mas é só olhar na tabela e ver Meu Nome Não é Johnny em 1º lugar arrecadando R$18 milhões com um público de 2 milhões de pessoas que enxergamos que bons filmes não precisam necessariamente ser cheio de efeitos especiais. Basta tem uma boa história para se contar, entregue a um bom diretor e a bons atores.

Não deixem de assistir seus filmes norte-americanos. Continuem vendo seus atores e atrizes preferidas na telona. Mas não esqueçam que aqui no Brasil também possuímos grandes realizações. Prestigiem o cinema nacional. Ele precisa de nós e nós precisamos dele.

Anúncios

1 Response to "O cinema no mundo, mas principalmente no Brasil"

Ler isso aqui me partiu o coração. Já paricipei de várias discussões sobre o assunto e chego à mesma conclusão. O Brasil é um país que não estimula a culura , e quando o faz, e de maneiro histérica e equivocada.

O preço dos cinemas é ABSURDO E VERGONHOSO, assim como o preço dos livros, dos CDs e DVDs. É um luxo poder ir ao cinema toda semana, é um luxo gastar R$ 60,00 por um DVD e por aí vai.

As prodções brasieliras realmente esão melhorando, mas os roteiros, em sua maioria, ainda são fracos por demais. Em vez de ficarem votando e se mobilizando pela redução da meia-entrada, os “governáveis” e a classe atística deveriam agir no sentido da diminuição de impostos e outras taxas que encarecem a aquisição de cultura no país e em produzir obras melhores, mais enfáticas e coerentes.

Aff… Esse assunto me estressa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antiguidade

Ih, é hoje!

dezembro 2008
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Comentários

[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Em quem votar?
Malu em Em quem votar?
[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Diablo III

RSS Twitter/guxta

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Status do Blog

  • 35,364 hits
%d blogueiros gostam disto: