12 Horas de Sono

Cashback – o amor e o tempo

Posted on: 07/12/2008

“Uma vez, eu quis saber o que era o amor. O amor está lá se você quiser que esteja. Você só tem que ver que ele está envolvido pela beleza e escondido entre os segundos de sua vida. Se não parar por um minuto, pode perdê-lo.”

O tempo não pára. Não pára para nada, seja por um amor, uma brincadeira, um salto, um sorriso, um momento. E quando o estamos disperdiçando? Existe uma fórmula para que saibamos exatamente quando o tempo é bem gasto ou não? Na minha opinião, não. Sempre haverão opiniões diferentes quanto ao tempo que gastamos, mas a mais importante é a opinião própria. Nós gastamos nosso tempo com o que gostamos. Porém, as vezes o tempo gasta a gente.

Cashback retrata muitas coisas: as principais são o amor e o tempo. Uma relação termina e no dia seguinte tudo começa a ficar mais claro. É hora do chão se abrir e caírmos num mar de realidade. O tempo não dá trégua, ele nos sufoca. Vai passando cada vez mais lentamente e nossa mente não deixa que as memórias se percam, nos aprisionando mais ao passado. É aí que precisamos gastar “melhor” o nosso tempo para que tudo tome um rumo. Mas é também importante não deixar de perceber os detalhes da vida, pois na vida há beleza e na beleza há amor. E se parássemos o tempo para perceber esse detalhes da beleza? Seria bom. Além de permanecer onde quiser, o tempo que quiser.

A beleza não é somente o básico que se tem na cabeça hoje em dia. Não é bunda, seios, cabelos, olhos e barriga. Beleza é um composto que até mesmo as dobras formam um conjunto harmonioso. A beleza está em tudo, basta reparar. Pode ser engraçada, séria, encantadora, impressionante, louca ou muitas outras opções. Pare e repare nas belezas, sinta-as, e assim poderá entender melhor o significado delas.

O passado, o presente e o futuro são cheios de segundos, minutos, horas. São lotados de momentos que fazem parte da vida, basta que os percebamos. Um segundo pode mudar tudo, para o bem ou para o mal, mas o amor sabe quando há verdade, existindo aquele segundo ou não.

Vejam Cashback e entendam melhor essas minhas palavras. Vejam um relacionamento terminar, veja o arrependimento bater, vejam os segundos se prolongarem, vejam a dor se instalar, vejam o tempo parar, a beleza ser percebida e o amor se encontrar.

Delicado, mesmo com explicidez. Engraçado, ainda que devagar. Eu os convido a assistir um dos melhores filmes que vi esse ano.

O filme é uma produção inglesa e no elenco temos Sean Biggerstaff, Emilia Fox e Michelle Ryan. Foi lançado em Janeiro de 2007, e acho que não chegou aos cinemas brasileiros.

 

Alguns cartazes do filme

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O trailer e uma pequena cena

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antiguidade

Ih, é hoje!

dezembro 2008
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Comentários

[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Em quem votar?
Malu em Em quem votar?
[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Diablo III

RSS Twitter/guxta

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Status do Blog

  • 35,179 hits
%d blogueiros gostam disto: