12 Horas de Sono

Biscoito recheado

Posted on: 28/11/2008

Esse negócio de postar um assunto diferente em cada post tem me cansado. Não é sempre, mas tem dias, como hoje, que vou preferir fazer um biscoitinho recheado de vários sabores. Eu gosto de chocolate branco, chocolate preto, morango, baunilha e flocos. Cinco sabores diferentes e que me deixam satisfeito.

Chocolate Branco – 

 

The Curious Case Of Benjamin Button a cada dia que passa me deixa atordoado. Sem dúvida vai ser um filme cinco estrelas por fatores percebidos desde já. Tema original, super diferente de qualquer outra produção já visto por aí. Trata-se de, como o título já supõe, um caso curioso de um homem que nasce velho, aos 80 anos, e ao passar dos anos vai rejuvenescendo. Tudo se desenvolve dentro dessa condição genética através de um relacionamento quando o homem se apaixona. Alguns trailers também já mostraram que o filme promete uma fotografia linda.

No elenco encontramos Brad Pitt e Cate Blanchett como protagonistas. A direção fica a cargo de David Fincher (Zodiac, Fight Club, Seven). Não é a toa que eu espero coisa grande, não é? Nomes fortes rondam a produção e a estória compartilha o mesmo.

O filme estréia em 16 de janeiro no Brasil, com o título O Curioso Caso de Benjamin Button.

 

 

Chocolate Preto

 

Sou adorador das obras de Matt Groening, mas entre Simpsons e Futurama eu opto pelo segundo. Prefiro ver a inconsequência de Bender que as de Homer Simpson, apesar de também adorar o careca barrigudo. Atualmente tem sido lançados alguns longas de Futurama já que a Fox cancelou a série há alguns anos atrás, o que achei um pecado. E como nós fãs não concordamos com esse cancelamento, nos resta apenas acompanhar os longas.

O mais novo filme e último da série chama-se Into The Wild Green Yonder. A trama acompanha o alvorecer de uma nova era verde, mas forças antigas da escuridão – três anos mais velhas do que o próprio Tempo – estão retornando para promover o caos. Enquanto isso, Bender se apaixona por uma robô casada, Leela foge da lei e a equipe do Planet Express pode ter chegado ao fim.

Já assisti aos três longas anteriores e aguardo ansiosamente o lançamento desse quarto que será dia 24 de Fevereiro nos EUA. Depois, pelo visto, vou ficar na saudade.

 

Morango

 



A comédia romântica mais aguardada por mim no momento é Marley & Me. Ano passado eu li o livro de John Grogan pelo qual o filme é adaptado e tive muitas emoções, dentre elas eu ri e chorei. Um dos maiores motivos para essa ansiedade é poder assistir a algumas cenas do livro sendo interpretadas por Jennifer Aniston e Owen Wilson, e claro, rir com as bagunças do labrador Marley – mal posso esperar para ver a galera tentando adestrá-lo.

David Frankel (O Diabo Veste Prada) irá dirigir a adaptação que estréia em Dezembro nos EUA e aqui no Brasil chega dia 16 de Janeiro de 2009. 

Confira à baixo o trailer e uma prévia onde existem cenas inéditas e uma pequena conversa com o diretor e o elenco.

 

Baunilha

 

Coraline está chegando! O livro de Neil Gaiman, um dos meus mestres da literatura e também de quadrinhos foi adaptado para as telonas e está próximo de sua estréia. O livro já tem uma certa idade, mas eu o li apenas no começo desse ano. Parece que eu tenho sorte com essas coisas. Aconteceu o mesmo com The Lord Of The Rings que, alguns meses após eu ter terminado a leitura, estava em pré-produção para uma adaptação cinematrográfica. Para quem quiser ver uma adaptação de livro favorito é só mandar nos comentários o título que eu leio e, se a maldição tradição for seguida, logo será anunciada as filmagens.

A animação Coraline, assim como o livro, conta a história de uma garotinha que vive com seus pais em um enorme e antigo casarão. Acostumada a explorar os vastos jardins e pátios, Coraline fica um dia trancada em casa por causa da chuva, aborrecida. Decide então contar as coisas azuis, as janelas e as portas – e atrás de uma delas acaba achando um universo alternativo, sombrio, estranho e aterrador, onde existem versões de seus pais com enormes botões no lugar dos olhos.

 

Flocos

 

Será lançada uma minissérie de Terminator em quadrinhos e alguns previews já foram liberados na rede. Acho interessatíssmo, mas, vejam bem, eu ainda não entendo porque há tanta mudança quando resolverm desenhar certos personagens. Sarah Connor não tem um corpo escultural, e muito menos é gatíssima. Porém, como podem perceber na amostra aí em cima, a sexualidade não tem limites. Mamilos quase furando a blusa, corpo totalmente tunado, cintura mais fica que de algumas modelos e um quadril exagerado. Não acho necessário isso, mas… Que upgrade, não?

Anúncios

1 Response to "Biscoito recheado"

Oie! Nossa, quanta coisa pra comentar!

1. Adorei a idéia dos sabores, dos chocolates, dos biscoitinhos… Uma fofura! mas não esquenta a cabeça com esse lance de escrever todo dia. O blog é teu e tú decide quando quer colocar algo. Às vezes estamos cheios de trabalho, de saco cheio ou preguiça mesmo. Sem neuras!

2. Eu também já estou surtando com “The Curious Case Of Benjamin Button”. O filme pode até revelar-se uma bomba, mas já prima pelo conceito que apresenta, pela idéia. Que coisa louca, né? Não vou nem comentar do Pitt, nem da Blachet (adoro o sotaque dela) e nem do Fincher (um dos meus cineastas preferidos, ao lado de David Linch). Desnecessário!

3. Eu odeio, simplismente ODEIO filmes com animais, principalmente cachorros, mas confesso que dei algumas risadas com o trailer de Marley & Eu. Tomara que as melhores cenas não estejam nele!

4. Pode ser que eu esteja surtada, mas as imagens do quadrinhos “Terminator” lembram muito os quadrinhos japoneses (mangás, né?), aliás acho totalmente dispensável quadrinhos do “Terminator”. E é como vc falou, muitas mudanças, algumas até demais já apareceram na história. Ah, se não é pra fazer direito, então não faz!

5. Vi seus comentários e seu perfeccionismo lá no Poltronna B. Huahuhahuaha… Sim. Eu já vi “Janela Indiscreta” – várias vezes -, assim como Os Pássaros, Psicose, Marnie e outros filmes de Alfred Hitchcock. A foto, no topo do blog, fez parte de um ensaio da Vanity Fair, com vários atores da nova geração – e da velha também – interpretando personagens de Hitchcock, em cenas imortalizadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antiguidade

Ih, é hoje!

novembro 2008
D S T Q Q S S
    dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Comentários

[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Em quem votar?
Malu em Em quem votar?
[_m-BZ] em Em quem votar?
guxta em Diablo III

RSS Twitter/guxta

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Status do Blog

  • 35,364 hits
%d blogueiros gostam disto: